Blog do Roberto Silva


FIM DE SEMANA TROPICAL

Neste fim de semana estaremos na cobertura dos jogos semifinais da Taça Rio-08. Neste sábado, 12/04, a equipe de espotes da Rádio Tropical 830 AM-RJ estará acompanhando Fluminense x Vasco da Gama direto do Maracanã. A abertura da jornada será a partir das 17:30hs.A narração estará a cargo de Marcos Mendonça, os comentários com Renato Ferreira e as reportagens no campo de jogo de Roberto Silva. No domingo as emoções estarão por conta de Botafogo x Flamengo. A abertura da jornada será as 15hs. A narração será de Marcos Mendonça, os comentários de Adriano Ferreira e as reportagens de Roberto Silva. Além da ampla cobertura, a Tropical ainda tem o show de prêmios, com o sorteio de camisas oficiais dos clubes, bolas de futebol e muito mais. Para participar ao vivo, durante a transmissão, basta ligar para 21 26679830.

A Rádio Tropical é transmitida no canal 830 AM-RJ e através da internet: www.tropical830am.com.br 



Escrito por Roberto Silva às 10h12
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


CHEGOU A HORA DE PARAR DE TORCER?

http://hinosdefutebol.podOmatic.com/entry/2007-03-09T03_50_41-08_00

O hino do América diz: "hei de torcer, torcer, torcer, hei de torcer até morrer..." e ficou uma dúvida na minha cabeça, que imagino esteja na cabeça de muitos torcedores, não só do América: será que o América "morreu"? No dia da queda do América para a segunda divisão carioca, assistia um programa numa tv fechada e o José Trajano, jornalista e torcedor do América falava sobre isso, com a amargura e o sofrimento de um verdadeiro americano, pois para ele o América chegou ao fundo do poço e dificilmente se reerguerá.

Alguns fatos corroboram com o pensamento do Trajano sobre a falência do América: A segunda divisão do Rio é completamente diferente da segunda divisão do futebol brasileiro, pois não há cobertura da mídia, investimentos em jogadores de renome por parte dos clubes, os campos são mambembes, os estádios (?) completamente vazios, sem presença de torcida, enfim, um campeonato quase "zumbi", onde os times formados por empresários e com apoio de Prefeituras locais, vem sobressaindo nos últimos anos sobre aqueles mais tradicionais. Um outro fator que assusta o torcedor americano é o exemplo do Bangú, vice-campeão brasileiro em 1985 e campeão estadual em 1966, que desde que caiu para a segunda divisão carioca em 2004, não conseguiu retornar a elite do Rio e o que é pior, sobrevive da misericórdia de simpatizantes do clube e de parcerias, como a que fez com o Madureira há pouco tempo, recebendo jogadores do clube de Conselheiro Galvão para disputar a segundona. Isso sem falar que Olaria, São Cristóvão, Bonsucesso, Campo Grande e até a Portuguesa da Ilha, que de vez em quando sobe para descer no ano seguinte, foram clubes que depois que caíram nunca mais conseguiram o ressurgimento no futebol do Rio.

Em 2006 gerou-se uma expectativa muito grande em relação a uma possível ascensão do América pela campanha realizada no Campeonato, onde sagrou-se vice-campeão da Taça Guanabara. Naquele momento o clube contava com o prestígio de uma personalidade ímpar em moralidade dentro do futebol, que foi o ex-lateral-direito tetracampeão do Mundo pelo Brasil, Jorginho, que numa dívida de gratidão, ajudou a montar um time, inclusive com recursos próprios, e obteve um certo êxito. Mas quis o destino que Jorginho não pudesse continuar a frente do "Sangue", o que fez com que o clube retornasse aos dias sofridos.

A campanha do Carioca desse ano foi, na minha opinião, uma tragédia anunciada: Quem teve oportunidade de acompanhar os trabalhos na pré-temporada, antes do início da competição, não teve dúvidas de temer pelo pior, que acabou acontecendo. Não houve planejamento e organização (haviam 43 jogadores no elenco profissional) e dentro de campo, jogadores de qualidade técnica no mínimo duvidosa, se esforaçavam para vencer em dois amistosos de preparação o Rio da Ostras, da terceira divisão carioca, por 1x0, com gol de penalti, no Giulite Coutinho; e a brava, porém limitadíssima seleção africana de Bênin por 2x1. Além desses dois amistosos a campanha pífia na Copa Peregrino, onde jogou contra três times noruegueses, conseguindo apenas dois empates e uma derrota. Em seguida vieram os resultados vergonhosos e vexaminosos na Taça Guanabara, como as goleadas sofridas para Duque de Caxias (5x2) e Volta Redonda (4x2), ambos em pleno Giulite Coutinho e mais as derrotas para Macaé e Boavista. Completando a bagunça a diretoria demitia um treinador por jogo: nas 4 primeiras rodadas foram 4 treinadores diferentes, Ademir Fonseca, Jorge Vieira (interino), Amarildo e finalmente Gaúcho, que chegou e não pôde fazer muita coisa.

Por tudo isso, penso que é a hora da união de americanos de verdade, como diz parte do hino: "...América unido vencerás!", para que sejam somadas forças para o reerguimento de um clube e um time de futebol atualmente falidos, mas com história na passado, amarguras no presente e incertezas no futuro, afinal um trecho do hino diz: "...temos muitas glórias e surgirão outras depois...". Será?

DEIXE SEU COMENTÁRIO CLICANDO ABAIXO



Escrito por Roberto Silva às 09h41
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


ENTREVISTA DA SEMANA

JULINHO

 

Veja um vídeo com gols de Julinho:

 

A entrevista desta semana é com Julio Ricardo dos Santos, o Julinho, 30 anos. Julinho é carioca, atacante e começou nas categorias de base do Flamengo-RJ, passando por Bonsucesso-RJ e Portuguesa-RJ, onde profissionalizou-se. Jogou no Tubarão-SC, futebol da India (Bangladesh), Grécia (OFI Creta) e Villa Rio, da segunda divisão do Rio de Janeiro, posteriormente Bonsucesso, até chegar ao Trujillanos da Venezuela, seu atual clube.

BRS- Como surgiu essa oportunidade de jogar na Venezuela?
Julinho- Estava no Bonsucesso e o empresário que me trouxe, o Róbson Chagas, trabalha na empresa que arrendou o clube, do Jaider Moreira. O Róbson foi jogador profissional e jogou aqui na Venezuela, onde o povo tem um carinho grande por ele.

 

BRS- Falando em carinho do povo, você está bem na Venezuela, marcando gols. Passa pela sua cabeça a naturalização para defender a seleção da Venezuela?
Julinho- Com certeza. É sempre bom um jogador defender uma seleção, sendo do seu país ou não, ainda mais que o povo venezuelano tem um carinho muito grandde pelo jogador brasileiro.

 

BRS- O futebol venezuelano vem crescendo há algum tempo. O seu time, o Trujillanos, é postulante ao título? É de bom nível técnico?
Julinho- O futebol da Venezuela cresceu bastante e o time que jogo é acostumado a títulos, já foi à Libertadores, tem grandes histórias aqui, mas no momento estamos mal na tabela, mas graças a Deus eu venho correspondendo, já que vim pra cá na missão de marcar gols

 

BRS- Você está há pouco tempo na Venezuela. Está adaptado ao futebol venezuelano?
Julinho- Estou trabalhando forte, com seriedade e a adaptação está sendo fácil. Aqui eles valorizam quem trabalha.

 

BRS- Qual o momento mais feliz da sua carreira?
Julinho- Para quem ama jogar futebol todos os momentos são felizes, mas sem dúvida o momento que vivo hoje está sendo especial, pois estou com 30 anos e fui valorizado aqui, diferentemente do que acontece no Brasil, onde o jogador com 30 anos está velho e tem poucas oportunidades
.

 

BRS- Quando termina o contrato com o Trujillanos?
Julinho- Vai até maio de 2008, eles querem renovar mas achei melhor esperar terminar o campeonato

 

BRS- Por que esperar o fim do campeonato?
Julinho- Porque já apareceram dois clubes interessados no meu futebol e clubes com mais estrutura.

 

BRS- O futebol na Venezuela não é o esporte n° 1. Como é o campeonato: a torcida comparece? os gramados são bons? os salários são pagos em dia?
Julinho- De uns anos pra cá o futebol ganhou muito prestígio no país. Os estádios lotam, os campos são ótimos e os salários pagos em dia. O futebol aqui valorizou muito depois da realização da Copa América no país.

 

BRS- Você falou em valorização do jogador com 30 anos. Em algum momento você pensou em desistir do futebol devido as dificuldades encontradas no Brasil?
Julinho- Com certeza. Está muito difícil para jogar no Brasil com a minha idade, e daí vem a cobrança da família, mas graças a Deus estou aqui para mostra que o jogador com 30 anos ainda tem muita contribuição a dar para o futebol brasileiro.

 

BRS-  Quem foi o maior atacante que viu jogar?
Julinho- Sem dúvida o baixinho Romário. Incomparável.

 

BRS- Qual seu lazer nas horas de folga?
Julinho- Aqui treinamos em dois períodos e a cidade é pequena. Meu passatempo é ficar na internet matando saudades da família.

 

BRS- Qual sonho você ainda quer realizar no futebol?
Julinho- Me considero realizado graças a Deus só em jogar futebol profissional. Agora é aproveitar essa oportunidade e economizar o máximo que puder, afinal a gente nunca sabe o dia de amanhã.

 

BRS- Se pudesse escolher um time para jogar no Brasil, que time escolheria?
Julinho- Pelo coração Flamengo, mas pelo lado profissional São Paulo sem dúvida.

 

BRS- Pensando no futuro e na aposentadoria, o que você pretende fazer? Continuar no meio futebolístico?
Julinho- Acredito que sim, até mesmo porque tenho um parente (Edgar, ex-zagueiro e atual técnico dos juniores do Fluminense-RJ) que dá curso de treinador no Rio de Janeiro.

 

BRS- Que mensagem você deixaria para quem está começando a jogar futebol?
Julinho- Que nunca desistam de seus sonhos e aproveitem o máximo pois a carreira de jogador de futebol é curta, sempre acreditando em Deus.

 



Escrito por Roberto Silva às 19h02
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


GOLS BRAZUCAS DO DOMINGO (06/04)

MACEDÔNIA

Zé Carlos, do Cementarnica 55 (1x1 Vardar Skopje)

 

 

LITUÂNIA

Rafael Gaúcho, do Kaunas (3x0 Suduva)

 

 

POLÔNIA

Roger Guerreiro, do Legia Varsóvia (2x2 Belchatov)

 

 

ITÁLIA

Amauri, 2 gols do Palermo (3x2 Juventus)

 

 

ESPANHA

Felipe Melo, do Almeria (3x6 Atlético Madri)

 

Luis Fabiano, do Sevilla (2x0 Villarreal)

 

 

INGLATERRA

Afonso Alves, 2 gols do Middlesbrough (2x2 Manchester United)

 

 

ALEMANHA

Dedê, do Borussia Dortmund (2x1 Bayer Leverkusen)

 

Lúcio, do Bayer Munique (3x1 Bochun)

 

 

PORTUGAL

Paulão, do Naval (2x0 União Leiria)

 

Bruno Fogaça, do Marítimo (1x0 Nacional)

 

PORTUGAL SEGUNDA DIVISÃO

Leandro Almeida, do Estoril (1x0 Varzim)

 

Neto (Julião António Souza Neto, ex-Nacional-AM), do Vizela (2x1 Gil Vicente)

 

Maurinho, do Beira-Mar (1x1 Rio Ave)

 

Djalmir, do Olhanense (2x0 Feirense)

 

 

HOLANDA

Ari, do AZ Alkmaar (3x2 VVV)

 

 

TURQUIA

Anderson dos Santos, do Rizespor (2x2 Konyaspor)

 

Lincoln, do Galatasaray (1x0 Genclerbirligi)

 

 

ÁUSTRIA

Wendell, do Lask (1x2 Rapid Viena)

 

 

GRÉCIA

Rivaldo, do AEK (3x1 Ergotelis)

 

Gélson (Gélson Geraldo dos Santos Junior, atacante, ex-Coritiba-PR), do Veria (2x2 Panionios)

 

Leonardo, do Levadiakos (2x0 PAOK)

 

 

CHIPRE

Zé Carlos, do APOEL Nicosia (1x1 Anorthosis Famagusta)

 

 

NORUEGA

Allan Carlos (meio-campo, ex-Flamengo e América-RJ), do Stabaek (4x2 Lillestrom)

 

 

JAPÃO SEGUNDA DIVISÃO

Rychelly (Rychelly Catanhede de Oliveira, 20 anos, ex-Nacional-AC) 2 gols do Montedio Yamagata (2x1 Kumamoto)

 

Josimar, 2 gols do Ventforet Kofu (3x2 Cerezo Osaka)

 

Careca (Rodrigo Vergílio, volante, ex-Matonense, União São João, Noroeste, Barueri, Comercial e Corinthians-SP), do Cerezo Osaka (2x3 Ventforet Kofu)

 

Elizeu (Elizeu Ferreira Marciano, volante, 28 anos, ex-Francana-SP, Comercial-SP, Rio Branco-SP, Joinville-SC e Criciúma-SC), do Yokohama FC (1x1 Vegalta Sendai)

 

 

CHINA

Sandro (Sandro Cardoso dos Santos, 28 anos, ex-Portuguesa Santista-SP, Suwon e Chunnam da Coréia, JEF United do Japão. Jogou na sel. Brasileira sub-20), do Changsha Ginde (1x1 Dalian Shide)

 

 

GUATEMALA

Dedé, do Jalapa (2x0 Zacapa)

 

 

PARAGUAI

Reba (Emerson Francisco Mathias, atacante, ex-Corumbaense-MS), do 2 de Mayo (1x2 3 de Febrero)

 

 

ARMÊNIA

Thiago (Thiago Manoel de Souza, meio-campo, ex-Osasco-SP), do MIKA Ashtarak (3x1 Shirak Gyumri)

 

Renato (Renato de Moraes, meio-campo, ex-São Carlos-SP), do Ararat Yerevan (5x0 Kilikia Yelevan)

 

Marcos Pizzeli (Marcos Pinheiro Pizzeli, ex-São Carlos-SP), 2 gols do Ararat Yerevan (5x0 Kilikia Yerevan)

 

 

VIETNAM

Emídio, 2 gols do Da Nang (3x2 Song Lanh Nghe An)

 

 

Valdinei, do Song Lan Nghe An (2x3 Da Nang)



Escrito por Roberto Silva às 23h39
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


GOLS BRAZUCAS DO SÁBADO (05/04)

QATAR

Araújo, do Al-Gharafa (2x1 Qatar)

 

Emerson, do Al-Sadd (1x0 Umm Salal)

 

 

 

ITÁLIA

Taddei, da Roma (3x2 Genoa)

 

 

Kaká, do Milan (3x1 Cagliari)

 

ITÁLIA SEGUNDA DIVISÃO

Barreto, do Treviso (2x1 Ascoli)

 

Éder, 2 gols do Frosinone (2x1 Piacenza)

 

 

ALEMANHA

Marcelinho Paraíba, do Wolfsburg (3x2 Hannover)

 

André Lima, do Hertha Berlin (1x2 Werder Bremen)

 

 

HOLANDA

Claudemir, do Vitesse (3x0 Sparta Roterdam)

 

 

FRANÇA

Fernando Menegazzo, do Bordeaux (2x0 Rennes)

 

Nenê, do Mônaco (2x0 Strasburgo)

 

Fábio Santos (lateral-esquerdo, ex-São Paulo e Cruzeiro), do Mônaco (2x0 Strasburgo)

 

 

TURQUIA

Alex, do Fenerbahce (2x1 Kaiserispor)

 

 

BULGÁRIA

Jean Carlos, 2 gols do Levski Sofia (3x0 Spartak Varna)

 

Sandrinho, do Litex Lovech (1x0 Pirin Blagoevgrad)

 

 

NORUEGA

Diego Silva (atacante, ex-Londrina-PR), do Aalesund (4x2 Brann)

 

 

SUÍÇA SEGUNDA DIVISÃO

Odirlei, do Vaduz (4x0 La-Chaux-de-Fonds)

 

 

SÉRVIA

Juca, do Partizan (1x1 Estrela Vermelha)

 

 

POLÔNIA

Andradina, do Korona Kielce (2x0 LKS Lodz)

 

 

FINLÂNDIA

Rafael, do Lahti (2x3 TPS)

 

 

EUA

Luciano Emílio, do DC United (4x1 Toronto FC)

 

 

MÉXICO

Fabiano Costa, do Necaxa (1x0 Atlas)

 

 

EMIRADOS ÁRABES

Cléderson César, do Al-Ahli (6x1 Hatta)

 

Jerri (meio-campo, ex-Santos-SP), do Hatta (1x6 Al-Ahli)

 

 

JAPÃO

Gilsinho, do Jubilo Iwata (1x2 Urawa Red)

 

Marquinhos Cambalhota, do Kashima Antlers (4x1 JEF United)

 

Lucas, do Gamba Osaka (2x0 Shimizu S-Pulse)

 

Baré, do Gamba Osaka (2x0 Shimizu S-Pulse)

 

Caboré, do FC Tokyo (1x0 Consadole Sapporo)

 

 

PORTUGAL

William, do Paços Ferreira (2x2 Vitória de Guimarães)

 

Wesley, do Paços Ferreira (2x2 Vitória de Guimarães)

 

 

BOLÍVIA

Alex da Rosa (naturalizado boliviano), 2 gols do San José (4x4 The Strongest)

 

 

CHINA

Jefferson Feijão, do Liaoning (3x3 Henan Jianye)

 

 

CORÉIA

Romulo (Romulo Marques Macedo, 28 anos, natural de Bom Jesus do Itabapoana-RJ. Atua na lateral-esquera e meio-campo. Ex-Vasco, Flamengo, Rio Branco-ES, Lages-SC, Criciúma-SC, Remo-PA, Petro Atlético-Angola e Primeiro de Maio-Angola), do Jeju United (1x1 Gyeongnam)

 

 

Edu, 2 gols do Suwon (2x0 Busan)

 

 

MALÁSIA

Edvaldo (Edvaldo Gonçalves Pereira, atacante, 33 anos, ex-Botafogo-RJ, Olaria-RJ, Juventus-SP, Santo André-SP, Botafogo-SP, Aragua-Venezuela, Marítimo-Portugal, Toluca-México, St Gallen-Suíça, Defensor-Uruguai, Shangai, Qingdao, Sheyang Gingle e Geentown-China), 4 gols do My Team (4x0 Sarawak)

    

 

 

VIETNAM

Antonio Carlos, do Dong Tam Long An (2x0 Hanoi)

 

Salatiel (de azul na foto), do Binh Duomg (1x0 Binh Dinh)

 

 

 

FAÇA SEU COMENTÁRIO CLICANDO ABAIXO

 

 

 

 

 



Escrito por Roberto Silva às 22h06
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


GOLS BRAZUCAS DA SEMANA (SEGUNDA A SEXTA, 31/03 A 04/04)

SEGUNDA-FEIRA, 31/03

PORTUGAL

Cláudio Pitbull, 2 gols do Vitória de Setúbal (3x1 Boavista)

 

 

SUÉCIA

Gabriel (Gabriel Paulo Limeira, zagueiro, 24 anos, ex-Santo André-SP, Bahia, São Caetano-SP e Fortaleza), do Malmoe (1x1 Goteborg)

 

 

EMIRADOS ÁRABES

Rogerinho, do Al-Wasl (4x1 Emirate)

 

Alexandre Oliveira, do Al-Wasl (4x1 Emirate)

 

Pinga, do Al-Wheda (2x3 Al-Dhafra)

 

Anderson Barbosa, 2 gols do Al-Sharjah (4x1 Al-Shaab)

 

 

DINAMARCA

Junior Guimarães, do Copenhague (3x2 Viborg)

 

 

TERÇA-FEIRA, 01/04

QATAR

Araújo, do Al-Gharafa (4x2 Al-Rayyan)

 

 

SÍRIA

Edgard Lima (Edgard Lima de Melo, 27 anos, atacante, ex-Jabaquara-SP), do Al-Karamah (2x2 Al-Shabbab)

Veja um vídeo com gols e lances de Edgard:

 

 

QUARTA-FEIRA, 02/04

LIGA DOS CAMPEÕES DA EUROPA

Deivid, do Fenerbahce-TUR (2x1 Chelsea-ING)

 

 

ARÁBIA SAUDITA

Élton, do Al-Nasr (2x1 Al-Hilal)

 

 

LIGA DOS CAMPEÕES DA ÁSIA

Rico, 4 gols do Al-Murrahaq do Bahrein (4x0 Dempo da India)

 

Peres de Oliveira, do Home United de Cingapura (2x1 Victory de Ilhas Maldivas)

 

 

JAPÃO

Baré, 2 gols do Gamba Osaka (2x1 Oita Trinita)

 

Edmilson, do Urawa Red (2x1 Shimizu S-Pulse)

 

Lopes, do Yokohama Marinos (3x0 FC Tokyo)

 

Gilsinho, do Jubilo Iwata (2x1 Tokyo Verdy)

 

Magnum, do Nagoya (2x1 Omiya Ardija)

 

 

SEXTA-FEIRA, 04/04

ALEMANHA SEGUNDA DIVISÃO

Carlos Eduardo, do Hoffenheim (2x0 Kaiserlautern)

 

Cidimar, do SPVGG (3x1 Munique 1860)

 

 

HOLANDA SEGUNDA DIVISÃO

Wamberto, do Omniworld Almere (1x0 Stormvogels)

 

 

EMIRADOS ÁRABES

Pinga, do Al-Wheda (2x2 Al-Shabab)

 

Alexandre Oliveira, do Al-Wasl (1x1 Al-Nasr)

 

 

IRAN

Zaltron, do Mes (1x2 Barghi Shiraz)

 

 

GEÓRGIA

Esquerdinha, do Zestafoni (3x1 Sioni Bolnisi)

 

 

HONG KONG

Diego (Diego Douglas Balbinot, meio-campo, ex-Olimpia-SP), do Workable (3x2 Lanwa Red Bull)

 

Joel (Joel Bertoti Padilha, volante, ex-Caxias-RS), do Wofoo Tai Po (2x2 Sun Hei)

 

 



Escrito por Roberto Silva às 08h26
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
Histórico


Categorias
Todas as mensagens ENTREVISTAS



Votação
Dê uma nota para
meu blog



Outros sites
 Perfil Roberto Silva no Facebook
 PÁGINA DO BLOG DO ROBERTO SILVA NO FACEBOOK
 Rádio Tropical 830 AM RJ
 Comunidade Blog do Roberto Silva no Orkut
 Além do Jogo
 Futebol Catarinense
 Moreirense FC