Blog do Roberto Silva


SABADÃO DE GOLS BRASUCAS (22/08/09)

ITÁLIA

Alexandre Pato, 2 gols do Milan (2x1 Siena)

 

 

 

 

FRANÇA

Nenê, do Monaco (2x0 Lorient)

 

 

  

PORTUGAL

Alan (Alan Osório Costa Silva, atacante, baiano, 30 anos, ex-Ipatinga-MG; Marítimo, Porto e Vitória de Guimarães-Portugal), do Braga (2x1 Sporting)

 

 

 

GRÉCIA

Marcelinho (Marcelo Leite Pereira, meio-campo, 22 anos, ex-Flamengo-RJ, Atlético Madrid-Espanha, Getafe-Espanha, Ipatinga-MG, Vitória-BA e Kalamata-Grécia), do Xanthi (1x1 Jannina)

 

 

 

ROMÊNIA

Fabbron (Vinicius de Oliveira Fabbron, atacante, 20 anos), do Ceahlaul Piatra (2x0 Gaz Metan)

 

 

 

ESLOVÊNIA

Renato Moraes, do Rudar Velenje (2x0 Publikum)

 

 

 

FINLÂNDIA

Rafinha, do Tampere United (2x1 KuPs)

 

 

 

 

BÓSNIA

Wagner Lago, do Siroki Brijeg (2x3 Borac Banja Luka)

 

 

 

BIELORRÚSSIA

Maycon (Maycon Rogério Silva Calijuri, meio-campo, 23 anos, ex-Fluminense-RJ, URT-MG e Extrema-MG), do Gomel (1x1 Granit Mikashevichi)

 

 

 

 

POLÔNIA

Bruno Coutinho, do Jagiellonia (2x0 Slask Wroclaw)

 

 

 

 

SUÍÇA SEGUNDA DIVISÃO

Juninho Pinheiro (Gilson Luiz Pinheiro Junior, meio-campo, 24 anos, paranaense, ex-Corinthians-SP; Peruggia-Itália; Chiasso, Kreuzlingen e Zofingenn-Suíça), do Winterthur (4x1 FC Wil)

 

 

 

Sílvio Carlos, 2 gols do Lugano (5x0 Schaffhausen)

 

 

 

Rodrigo Tosi (Rodrigo Antonio Lombardo Tosi, meio-campo, 26 anos, paranaense, ex-Corinthians Paranaense, Araucária-PR, Joinville-SC; Brunei DPMM-Brunei; Iraklis-Grécia; Olten e Neuchatel Xamax-Suíça), do Lausanne (3x1 Thun)

 

 

 

 

CATAR

Araújo, do Al-Gharafa (3x2 Al-Wakra)

 

 

 

Juninho Pernambucano, do Al-Gharafa (3x2 Al-Wakra)

 

 

 

Felipe, do Al-Sadd (5x0 Al-Khuraitiat)

 

 

 

JAPÃO

Neto Baiano, do JEF United (1x1 Omiya Ardija)

 

 

 

Márcio Richardes, do Niigata (1x2 Kyoto Purple Sanga)

 

 

 

Sidiclei, do Kyoto Purple Sanga (2x1 Niigata)

 

 

 

CHINA

Vicente (Vicente de Paula Neto, atacante, 30 anos, baiano, ex-Caxias-SC, Tiradentes-SC, Hermann Haichinger-SC, Wuhan-China), do Shaanxi Zhongxin (1x1 Shenzen)

 

 

 

Célio Jacaré, do Chengdu Blades (2X1 Changchun Yatai)

 

 

 

CORÉIA DO SUL

Indio, 2 gols do Gyeongnam (3x1 Busan I'Park)

 

 

 

Adriano Chuva, do Chunam Dragons (2x1 Gwangju)

 

 

 

Jóbson, do Jeju (2x1 Ulsan Hyundai)

 

 

 

ARMÊNIA

Ednei (Ednei Ferreira de Oliveira, lateral-direito, 23 anos, mineiro, ex-América-MG, Itumbiara-GO e Trindade-GO), do Mika Ashtarak (2x0 Ulisses Yerevan)

 

 

 

 

MALTA

Denni (Denni Rocha dos Santos, atacante, 27 anos, ex-Santo André-SP, São Caetano-SP, Ituano-SP, Boavista-RJ, Montedio Yamagata-Japão, Dorados-México e Newcastle Jets-Austrália), do Tarxien Rainbowns (4x1 Dingli Swallows)

 

 

 

Anderson Ribeiro, 2 gols do Tarxien Rainbowns (4x1 Dingli Swallows)

 

 

 

TAILÂNDIA

Régis (Reginaldo Aparecido Estevão, atacante, 32 anos, ex-Matonense-SP, Caxias-RS, futebol de Cingapura,e Indonésia), do Chula United (2x2 Nakhon Pathon)

 



Escrito por Roberto Silva às 22h19
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


BRASILEIROS QUE MARCARAM GOLS NOS CAMPEONATOS DO EXTERIOR DURANTE A SEMANA- SEGUNDA A SEXTA (17 A 21/08)

SEGUNDA-FEIRA, 17/08

SUÉCIA

Ricardinho (lateral-esquerdo, ex-Coritiba e Atlético-MG), do Malmoe (1x2 Hacken)

 

 

 

Paulinho, do Hacken (2x1 Malmoe)

 

 

 

BULGÁRIA

Michel Platini (Michel Ferreira Mesquita Platini, meia-atacante, 26 anos, ex-Gama, Ceilândia, Araguaína-TO, Legião-DF, Tatabanya-Hungria e South China-Hong Kong), 2 gols do Chernomorets Burgas (2x1 Lokomotiv Plovdiv)

 

 

 

Tom (Ewerton Fernando Gilio, atacante, paranaense, 23 anos, ex-Atlético-PR, Palmeiras e Taquaritinga-SP), do Lokomotiv Plovdiv (1x2 Chernomorets Burgas)

 

 

 

AMISTOSO INTERNACIONAL

Sandro (Sandro Silva de Souza, zagueiro, 21 anos, ex-Fluminense-RJ), do Kazma-Kuwait (3x0 El Hadid-Egito)

 

 

 

 

TERÇA-FEIRA, 18/08

LIGA DOS CAMPEÕES DA EUROPA

Dudu Cearense, do Olympiakos-Grécia (2x0 Sheriff Tiraspol-Moldávia)

 

 

 

 

INGLATERRA

Deco, do Chelsea (3x1 Sunderland)

 

 

 

AMISTOSO INTERNACIONAL

Renato Abreu, do Al-Shabab-Emirados Árabes (2x3 Roma-Itália)

 

 

 

 

QUARTA-FEIRA, 19/08

LIGA DOS CAMPEÕES DA EUROPA

Michel Bastos, do Lyon-França (5x1 Anderlecht-Bélgica)

 

 

 

 

HUNGRIA

Alison (Alison Pierre Moreira e Silva, atacante, 21 anos, ex-Porto-PE), do Videoton Fehervar (4x1 Kaposvar)

 

 

 

ARÁBIA SAUDITA

Nilson, do Al-Qadasiya (1x2 Al-Hilal)

Camacho, do Al-Shabab (3x1 Najran)

 

 

 

JAPÃO

Juninho, do Kawasaki Frontale (1x2 Jubilo Iwata)

 

 

 

Pedro Junior, do Niigata (1x2 Gamba Osaka)

 

 

 

Lucas, do Gamba Osaka (2x1 Niigata)

 

 

 

Túlio Tanaka (naturalizado japonês), do Urawa Reds (1x4 Kashiwa Reysol)

 

 

 

Popó, do Kashiwa Reysol (4x1 Urawa Reds)

 

 

 

França, do Kashiwa Reysol (4x1 Urawa Reds)

 

 

 

AMISTOSO INTERNACIONAL

Kaká, do Real Madrid-Espanha (5x1 Borussia Dortmund-Alemanha)

 

 

 

 

QUINTA-FEIRA, 20/08

COPA DA UEFA

Sandrinho, do Litex Lovech-Bulgária (1x0 BATE Borisov-Bielorrússia)

 

 

 

Paulo Henrique, do Heerenveen-Holanda (1x1 PAOK-Grécia)

 

 

 

Douglas, do Twente-Holanda (3x1 Karabakh-Aserzun-Azerbaijão)

 

 

 

Ilsinho, do Shakhtar Donetsk-Ucrânia (3x0 Sivasspor-Turquia)

 

 

 

Wesley, 2 gols do Vaslui-Romênia (2x1 AEK-Grécia)

 

 

 

Cléo, do Partizan-Sérvia (1x1 MSK Zilina-Eslováquia)

 

 

 

Adauto, do MSK Zilina-Eslováquia (1x1 Partizan-Sérvia)

 

 

 

André Santos, do Fenerbahce-Turquia (2x0 Sion-Suíça)

 

 

 

Wéldon, do Benfica-Portugal (4x0 Vorskla-Ucrânia)

 

 

 

Naldo, 2 gols do Werder Bremen-Alemanha (6x3 Aktobe-Cazaquistão)

 

 

 

Luis Alberto, do Nacional-Portugal (4x3 Zenit-Rússia)

 

 

 

Rodrigo Silva, do Nacional (4x3 Zenit-Rússia)

 

 

 

 

SEXTA-FEIRA, 21/08

ITÁLIA SEGUNDA DIVISÃO

Éder, do Empoli (2x0 Piacenza)

 

 

 

ÁUSTRIA SEGUNDA DIVISÃO

Alexandre Dorta (Alexandre Donizeti Dorta, meio-campo, 34 anos, ex-Rio Branco-SP, CRAC-GO, Mirassol-SP, Atlético Sorocaba-SP, Anapolina-GO, Botafogo-SP, Ituano-SP, Paulista-SP, União Barbarense-SP, Rheindorf Altach-Áustria e Vienna SK-Áustria), do Fernwarme Vienna FC (4x1 Áustria Vienna B)

 

 

 

JAPÃO SEGUNDA DIVISÃO

Claiton, do Consadole Sapporo (3x3 Sagan Tosu)

 

 



Escrito por Roberto Silva às 21h59
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


ENTREVISTA

CARLOS EDUARDO- ZAGUEIRO DO PELITA JAYA, DA INDONÉSIA

 

Nosso convidado do bate-papo foi o zagueiro Carlos Eduardo Bizarro, o Carlos Eduardo, ou Coquinho, como também é conhecido no meio futebolístico. Zagueiro de bom nível técnico, vigoroso, aplicado e eficiente, Carlos Eduardo foi revelado pelo Flamengo (chegou ao clube aos nove anos de idade e atuou até os profissionais) e teve passagens por alguns clubes no Brasil como Brasiliense, Remo, Bangú e Ceará, além de atuações no Partizani da Albânia, Beitar Jerusalém de Israel e Wuhan da China. Porém duas torcidas guardam com carinho a lembrança da passagem de Carlos Eduardo: O América-RJ e o Duque de Caxias-RJ. Em ambos os clubes, Carlos Eduardo teve um reconhecimento e um carinho de grande parte das duas torcidas, por seu empenho e dedicação. Aos 30 anos, esse paranaense de nascença, mas carioca por adoção, viajou domingo, dia 16/08 para sua segunda temporada defendendo o Pelita Jaya, de Jakarta na Indonésia, depois de um período de férias no Rio de Janeiro, curtindo a família, a praia e o futevolei, suas grandes paixões. Anos passado o time ficou na nona colocação no Campeonato da Indonésia (um total de dezoito clubes). Veja a íntegra da conversa descontraída com esse grande caráter, um cara bem-humorado e parceiro Carlos Eduardo.

FICHA DO JOGADOR

Nome: CARLOS EDUARDO BIZARRO

Data e local de nacimento: Santa Fé-PR, 09/01/1979

Posição: Zagueiro

Carreira: Flamengo-RJ, Rio Branco-ES, São José-SP, Brasiliense-DF, América-RJ, Partizani-Albânia, Beitar Jerusalém-Israel, Remo-PA, Bangú-RJ, Wuhan-China, Duque de Caxias-RJ, Ceará-CE e Pelita Jaya-Indonésia (clube atual).

 

Veja um vídeo com lances de Carlos Eduardo:

 

BRS- Como surgiu a possibiliade de jogar na Indonésia
Carlos Eduardo- Surgiu através do empresário e amigo Maurício Salomão. Pediram-lhe um zagueiro e felizmente ele lembrou do meu nome.

 

BRS- Quais as principais diferenças entre o futebol da Indonésia e do Brasil?
Carlos Eduardo- Acho que a grande diferença é a qualidade técnica dos jogadores: No Brasil a maioria dos jogadores tem uma certa qualidade e na Indonésia, a maioria dos jogadores locais ou estrangeiros (na maioria africanos) tem muita força e velocidade, ou seja, correm mais que pensam.

 

BRS- Nos países onde você jogou, em qual deles foi maior a dificuldade de adaptação?
Carlos Eduardo- Adaptação para quem vive nesse nível futebolístico é sempre tranquila. Nós jogadores conhecidos como garimpeiros da bola, dificilmente encontramos dificuldades em adaptação, estamos acostumados a encarar tudo em prol do nosso "ganha pão".


Carlos Eduardo com a camisa do Pelita Jaya

 

BRS- O que representou em termos pessoais e profissionais essas passagens pelo futebol do exterior?
Carlos Eduardo- Certamente a experiência de ter conhecido outros países, outras nações, aprender muito com pessoas diferentes. Na verdade sempre estamos aprendendo mais nessas idas e vindas. Financeiramente não dá para ficar rico, mas dá para garantir o franguinho na panela dos meninos (risos).

 

BRS- Como é a estrutura do Pelita Jaya, seu atual time, em termos de clube e de competitividade e como é o campeonato na Indonésia no que tange a presença de público nos jogos, estrutra dos estádios e cobertura da mídia?
Carlos Eduardo- Pessoalmente quando aceitei a proposta para jogar na Indonésia esperava encontrar muitas dificuldades pelo que ouvia, mas graças a Deus foi o contrário: Gostei muito da organização do campeonato e da importância que o futebol tem na vida dos indonésios, o futebol é muito querido pelo país e assim o campeonato se torna competitivo. Meu time era considerado médio até a chegada do treinador Fandi (Fandi Ahmad, ex-jogador singapureano, grande ídolo asiático), com seu prestígio e respeito na Ásia, conquistou organização e disciplina por parte dos dirigentes e jogadores e por conta disso estou retornando para minha segunda temporada na Indonésia.

 

BRS- Alguma estória engraçada, pitoresca ou curiosa que você tenha passado no exterior e que mereça ser contada?
Carlos Eduardo- No futebol o que mais temos são estórias engraçadas e vou relatar uma clássica que presenciei: Estávamos jogando um clássico albanês e estava nos instantes finais. Vencíamos por 3x2 e faltando dois minutos para terminar o jogo, o adversário encaixou um contra-ataque e empatou a partida. Quando o juiz corria para o meio-campo e os adversários comemoravam o gol, não perceberam o bandeirinha com a bandeira erguida, indicando impedimento e anulando o gol. O capitão do time adversário e que também era capitão da seleção local, viu o aceno do bandeira, deu um pique em direção a ele e tentou baixar seu braço a força: ele abaixava e o bandeira levantava novamente. Isso ocorreu umas três vezes. Sem obter êxito, o capitão pegou no gogó do bandeirinha e apertou até ele abaixar o braço, sem forças e quase desmaiado (risos). Todos em campo assistiram a cena de "camarote", sem fazer nada. Enfim, o capitão não levou sequer um cartão amarelo e depois ainda jogamos mais cinco minutos de acréscimos, mas o gol foi realmente anulado. Era meu segundo jogo na Albânia e pude perceber o que me esperava pela frente. Quem manda ser garimpeiro da bola (risos).


Carlos Eduardo e companheiros do Pelita Jaya

 

BRS- Como você foi descoberto no Paraná e quem o trouxe para o Flamengo?
Carlos Eduardo- Fui descoberto por um olheiro chamado Enedino que me viu jogar e decidiu apostar em mim há vinte anos atrás. Fase boa (risos).

 

BRS- Depois de vários anos na base do Flamengo e muitas conquistas, por quais motivos você acredita que não teve chances reais e sequencia nos profissionais do clube?
Carlos Eduardo- Há dez anos atrás era mais dificil de jogar no Flamengo. Hoje vejo zagueiros que sei que são inferiores tecnicamente ao meu futebol. Mas não era para ser... Tenho muito a agradecer ao Flamengo, pela formação: Tive senão a melhor, uma das melhores escolas do mundo. Aprendi a amar o Flamengo por sua grandeza e pelo seu passado, porque no presente só nos tem restado chorar de tristeza...

 

BRS- Qual o melhor momento da sua carreira?
Carlos Eduardo- Acho que nunca tive um excelente momento, sempre tive bons momentos onde passei e sempre procurei fazer o melhor.


Carlos Eduardo com o Duque de Caixas em 2007

 

BRS- Em algum momento de tristeza você pensou em dar uma parada ou até mesmo largar o futebol?
Carlos Eduardo- Graças a Deus nunca amoleci na minha vida. Ficava e fico muito triste quando tenho alguma contusão eme impossibilita de jogar. mas Deus nunca me deixou fraquejar, sou Fiel a meu Deus vivo e onde vou sei que ele está comigo nas horas dificeis.

 

BRS- Você jogou ao lado de vários zagueiros nos diversos clubes onde passou, mas jogou também muitos anos ao lado de Juan na base do Flamengo. Ele foi seu melhor companheiro de zaga?
Carlos Eduardo- Sim, com certeza. Juan é, na minha opinião, indiscutivelmente o melhor zagueiro do mundo. Joguei ao lado de bons parceiros de zaga como Fernando e Anderson Luiz. Tenho boas recordações.

 

BRS- Ainda mantém contato com seus ex-compannheiros de Flamengo?
Carlos Eduardo- Tenho sim e fico muito feliz quando os reencontro e tenho o carinho deles também. Isso é gratificante para mim, me faz sentir querido.

 


Ao lado de companheiros na base do Flamengo: Júlio César, goleiro da seleção (primeiro a esquerda da foto) e Alessandro, hoje no Corinthians (último a direita da foto) 

BRS- Quem foi seu ídolo como zagueiro, quem te inspirou no início de carreira e quem é o melhor zagueiro da atualidade?
Carlos Eduardo- Gosto muito do Aldair e Juan é o melhor zagueiro do mundo atualemente.

 

BRS- Seu estilo guerreiro conquistou a confiança dos torcedores dos clubes por onde você passou, principalmente no América e Duque de Caxias no Rio de Janeiro. O que dizer sobre sua passagem nesses dois clubes?
Carlos Eduardo- Como disse antes, me entrego a minha profissão e em alguns lugares você tem o reconhecimento e em outros não, isso é o futebol, faz parte...Tenho o Duque de Caxias e o nosso América dentro do meu coração, serão eternos em minha vida!

 

BRS- Quais seus planos a curto e médio prazo na carreira?
Carlos Eduardo- Penso em jogar mais uns cinco anos e fazer minha independência financeira e Deus está me dando forças.

 


Jogando pelo Wuhan, na China

 

BRS- Algum sonho a ser realizado na carreira?
Carlos Eduardo- Tenho alguns sonhos, queria muito disputar uma Champions League e enquanto tiver forças vou tentar.

 

BRS- Futebol é para fazer amigos ou ganhar dinheiro?
Carlos Eduardo- Os dois. Tenho muitos colegas da bola e amigos de verdade uns seis.

 

BRS- Alguma pessoa que tenha influenciado de forma positiva e contribuído para sua carreira merece um agradecimento especial?
Carlos Eduardo- Com certeza: Em primeiro lugar meu amigo, pai e irmão Bris Belga; melhor patrão do mundo Marcelo Almeida, Senador Luis Estevam e muitos outros, muitos mesmos...

 


Em Cingapura, entre seu técnico no Pelita Jaya, Fandi Ahmad e um companheiro de clube (de boné)



Escrito por Roberto Silva às 20h50
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


DOMINGÃO DE GOLS BRASUCAS (16/08)

FRANÇA

Brandão, do Olympique de Marseille (1x0 Lille)

 

 

 

TURQUIA

André Santos, do Fenerbahce (3x0 Sivasspor)

 

 

 

André Moritz, do Kasimpasa (1x3 Istanbul BB)

 

 

 

Beto, do Gaziantepspor (1x1 Kaiserispor)

 

 

 

PORTUGAL

Carlão, do União Leiria (1x1 Rio Ave)

 

 

 

Weldon, do Benfica (1x1 Marítimo)

 

 

 

Alonso, do Marítimo (1x1 Benfica)

 

 

 

PORTUGAL SEGUNDA DIVISÃO

Cesinha, 2 gols do Gil Vicente (3x1 Penafiel)

 

 

 

Matão (Alexandre Aparecido Reche Bernardes, atacante, paulista, 23 anos, ex-Fluminense-RJ, Brasil-RS, Juventude-RS, São José-RS, Glória-RS, São Paulo-RS, Farroupilha-RS e Gais-Suécia), do Gil Vicente (3x1 Penafiel)

 

 

 

Vagner Eugênio (Vagner de Souza Eugênio, zagueiro, 25 anos, ex-América-RJ, Nova Iguaçú-RJ, Boavista-RJ, Portuguesa-RJ, Mesquita-RJ e Guanabara-RJ), do Penafiel (1x3 Gil Vicente)

 

 

 

Williams (José Williams da Silva Mendonça, meio-campo, 26 anos, alagoano, ex-Corinthians-AL, CSA-AL; Gil Vicente, Paços Ferreira e Vizela de Portugal), do Trofense (3x0 Carregado)

 

 

 

Élton Calé (Élton Pereira Gomes, atacante, 21 anos, ex-Avaí-SC, Rio Claro-SP, São Bento-SP e Ituano-SP), do Estoril (1x3 Portimonense)

 

 

 

Balú (Fábio Vieira Amaro, zagueiro, mineiro, 24 anos, ex-Corinthians-AL e Marítimo-Portugal), do Portimonense (3x1 Estoril)

 

 

 

Leandro Tatu, do Santa Clara (1x0 Fátima)

 

 

 

ROMÊNIA

Wesley, do Vaslui (2x2 Brasov)

 

 

 

CROÁCIA

Sammir, 3 gols do Dinamo Zagreb (5x0 Osijek)

 

 

 

SUÍÇA

Toni dos Santos, do Grasshopper (3x1 Basel)

 

 

 

ALEMANHA SEGUNDA DIVISÃO

Rodnei (Rodnei Francisco de Lima, zagueiro, 23 anos, ex-Juventus-SP, Vilnius-Lituânia, Jagiellonia-Polonia e Hertha Berlin-Alemanha), do Kaiserslautern (1x0 Ahlen)

 

 

 

SUÉCIA SEGUNDA DIVISÃO

Daniel Bamberg, do Norrkoping (3x0 Angelholm)

 

 

 

DINAMARCA

Fabinho, do Koge (1x1 Nordsjaelland)

 

 

 

DINAMARCA SEGUNDA DIVISÃO

Gilberto Macena, do Horsens (4x0 Roskilde)

 

 

 

 

POLÔNIA

Daniel Bueno (Daniel Mariano Bueno, atacante, 28 anos, São Catano, Santo André, Noroeste, Atlético Sorocaba, Omiya Ardija-Japão, Sigma Olomouc-República Tcheca e Tarxien Rainbowns-Malta) do Odra Wodzislaw (2x0 Lechia Gdansk)

 

 

 

Marcelo Sarvas (Marcelo Fazzio Sarvas, atacante, 27 anos, ex-Corinthians, Noroeste; Karlskrona, Kriantianstads, Mjallby e Bunkeflo da Suécia), do Polonia Varsóvia (4x2 Lech Poznan)

 

 

 

MACEDONIA

Neno (Adélcio Carlos Abrilio, meio-campo e lateral-direito, 30 anos, ex-Santo André, Mauaense, Mirassol e Slavia Praga-República Tcheca), do Rabotnicki (3x1 Renova)

 

 

 

PERÚ

Sérgio Junior, do Cienciano (2x1 Colegio Nacional Iquitos)

 

 

 

BOLÍVIA

Charles da Silva, 2 gols do Bolivar (3x0 Nacional Potosí)

 

 

 

Régis de Souza, do La Paz (1x1 Aurora)

 

 

 

COSTA RICA

Jorge Barbosa, do Cartaginés (2x0 Brujas)

 

 

 

EL SALVADOR

Oliveira (José Oliveira de Souza, atacante, cearense, 31 anos, ex-Rio Branco-ES, CTE-ES, Roma Apucarana-PR, Serra-ES e Águila-El Salvador), do Municipal Limeño (2x2 Atlético Marte)

 

 

 

 

JAPÃO

Márcio Richardes, do Niigata (1x1 Shimizu S-Pulse)

 

 

 

JAPÃO SEGUNDA DIVISÃO

Kaio, do Cerezo Osaka (2x2 Yokohama)

 

 

 

 

VIETNAM

Rogerinho (de uniforme laranja), do Da Nang (1x1 Khanh Hoa)

 

 

 

Benício, do T&T Hanoi (1x1 SLNA)

 

 

 

Rodrigo Silva, 2 gols do DT Long An (3x3 The Cong)

 

 

 

Antonio Carlos, do DT Long An (3x3 The Cong)

 

 

 

Mota (Rodrigo Mota Farias, atacante, 25 anos, ex-Centro Limoeirense-PE), do Quan Khu 4 (2x0 Hai Phong)

 

 

 

AMISTOSOS INTERNACIONAIS

Mancini, da Internazionale-Itália (1x0 Bahrein)

 

 

 

Baré, do Al-Ahli-Emirados Árabes (2x2 Southampton-Inglaterra)

 



Escrito por Roberto Silva às 18h03
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
Histórico


Categorias
Todas as mensagens ENTREVISTAS



Votação
Dê uma nota para
meu blog



Outros sites
 Perfil Roberto Silva no Facebook
 PÁGINA DO BLOG DO ROBERTO SILVA NO FACEBOOK
 Rádio Tropical 830 AM RJ
 Comunidade Blog do Roberto Silva no Orkut
 Além do Jogo
 Futebol Catarinense
 Moreirense FC